Compartilhe esse conteúdo:

Bombas peristálticas são equipamentos utilizados para a transferência de fluidos sob uma determinada vazão – seja ela em mL/minuto, litros/hora ou diversas outras unidades de medida. Consequentemente é uma excelente opção multifuncional e multipropósito para a aplicação do usuário final que busca tecnologia avançada, eliminando problemas de manutenção e desgaste excessivo.
Um sistema completo de bomba peristáltica é composto por três partes respectivamente, ou seja, o drive, a cabeça (ou também denominada “cabeçote”) e a mangueira para bomba peristáltica. Com esses três itens integrados, o equipamento de laboratório está completo – pronto para ser utilizado. Para cada aplicação, uma configuração pode ser montada, o que permite flexibilidade e economia no investimento, justificando excelente custo/benefício.

A característica principal e peculiar das bombas peristálticas é o fato do liquido bombeado não entrar em contato com qualquer parte (peça) do equipamento para laboratório em si, ou seja, o fluido entra em contato apenas com a superfície interna da mangueira para bomba peristáltica– o que não provoca dano ao fluido e também evita contaminações. Entenda o princípio de funcionamento de uma bomba peristáltica logo a seguir.

PRINCÍPIO DO FUNCIONAMENTO

O princípio de funcionamento da bomba peristáltica é semelhante ao do sistema digestivo do corpo humano – também denominado de sistema peristáltico. No aparelho digestivo humano, o movimento peristáltico é caracterizado pelos músculos que fazem com que o alimento seja deslocado ao longo do tubo digestivo através de contração e relaxamento consecutivos.

Na bomba peristáltica, a mangueira para bomba peristáltica devidamente posicionada e fixa no cabeçote é pressionada por roletes posicionados em volta de um rotor que realiza movimento circular. Os roletes, ao se moverem, pressionam e fecham a mangueira para bomba peristáltica, ocasionando o vácuo necessário para deslocar o fluido. Logo após a passagem do rolete, a mangueira retorna ao seu diâmetro original devido a conformação própria do material com o qual a mangueira ou tubulação para bomba peristáltica é fabricada.
A animação abaixo ilustra perfeitamente o funcionamento deste equipamento:

PASSO A PASSO DESTE PRÍNCIPIO

RAZÕES E VANTAGENS PARA SE ESCOLHER MASTERFLEX

1 – FACILIDADE
– Rápida instalação;
– Baixa manutenção;
– Fácil troca de mangueiras;

2 – DURABILIDADE
– Confiável há mais de 45 anos;
– Ampla compatibilidade química;

3 – VERSATILIDADE
– Desde a pesquisa até o processo;
– Manuseia praticamente qualquer fluido;
– Opções multicanais;

4 – CUSTOMIZÁVEL
– Sistemas configuráveis;
– Diversas opções de mangueiras;
– Fácil aprimoramento;

5 – EXATIDÃO
– Taxas de fluxo de 0,0006 mL/min a 42 L/min;
– Design exigente e normas de ensaio.

Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR e cotações, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected]) que encontra-se à disposição.

Participe do nosso Blog, aceitamos sugestões de temas, comentários, críticas. Envie seu comentário.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.