Compartilhe esse conteúdo:

O Microscopio Óptico Binocular – equipamento para laboratório que possui um sistema óptico utilizado na obtenção de imagens ampliadas de objetos de dimensões extremamente pequenas – pode ser encontrado em praticamente todo ambiente de análises e pesquisas, seja nas empresas, universidades, institutos de pesquisa e até mesmo em escolas. Devido ao fato de ser um equipamento composto por diversas partes delicadas e sensíveis, é necessário alguns cuidados básicos por parte do usuário final.

Antes de compartilhar qualquer informação sobre manuseio e limpeza do Microscópio Binocular, vamos revisar as principais partes – a nível geral – que compõem um microscópio.

Partes do Microscópio Binocular:

-Oculares: Sistemas de lentes (ressaltando que há modelos monocular, binocular e trinocular – ou seja, com uma, duas e três lentes respectivamente) que geralmente possuem poder de aumento de 10X e é por meio delas que é possível a observação da imagem ampliada do material analisado.
-Tubo: Suporte das oculares. Também chamado de canhão.
-Revólver: Estrutura giratória onde as objetivas estão anexadas. Recomenda-se que o usuário sempre manuseie o revólver ao trocar de objetiva – nunca forçar as objetivas.
-Objetivas: Lentes que aumentam o poder de ampliação. Geralmente os microscópios possuem três ou quatro objetivas.
-Platina: Também denominada mesa, é o local (suporte) onde a lâmina é posicionada. A platina pode ser levantada ou baixada para regular o foco, utilizando-se os parafusos macro e micrométrico.
-Condensador: parte na qual possui o objetivo de concentrar os raios luminosos que incidem sobre a lâmina.
-Fonte de Luz: Local onde a lâmpada é posicionada. Curiosidade: nos modelos de microscópios mais antigos, nesse local era posicionado um espelho para refletir a luz.
-Liga/Desliga: Botão para ligar e desligar a lâmpada. De acordo com cada modelo e marca, essa parte pode estar localizada em diferentes pontos do equipamento.
-Macrométrico: Parafuso que permite regular a altura da platina, através de movimentos amplos para um ajuste grosso.
-Micrométrico: Parafuso que também permite regular a altura da platina, porém é um ajuste fino do foco.
-Braço: Também chamado de coluna, é fixo na base do microscópio e serve de suporte para as demais partes.
-Charriot: Sua função é permitir o movimento da lâmina sobre a platina. Não é possível visualizá-la na imagem acima pois geralmente localiza-se na lateral direita, porém abaixo encontra-se outra imagem com esse detalhe.

– Diafragma: Regula a quantidade de luz que entra no condensador.

Como Manusear um  Microscópio Binocular ?

Para manuseá-lo, recomenda-se os seguintes passos:

  1.  Selecione a objetiva de menor aumento e baixe completamente a platina;
  2. Posicione e prenda a lâmina sobre a platina, corretamente;
  3. Inicie a observação com a objetiva de menor aumento;
  4. Realize os procedimentos de focalização, ou seja, movimente primeiramente o macrométrico. Assim que conseguir encontrar o foco com a objetiva de menor aumento, gire o revólver, posicione a próxima objetiva e foque com o micrométrico (girando este também).
  5. Repita a operação trocando a objetiva de menor para maior aumento até conseguir a focalização desejada. Não movimente mais o macrométrico, apenas o micrométrico.

Obs: para as objetivas de 40X e 100X, recomenda-se o uso do óleo de imersão.

Como Limpar um Microscópio Binocular ?

  1. Se utilizar o óleo de imersão nas objetivas, limpe-as com panos especiais para lentes (papel de óptica ou papel filtro) passando suavemente somente em um sentido. Caso o óleo de imersão seque na objetiva, limpe-a com álcool-cetona (7:3) ou xilol. Não utilize solventes excessivamente, pois podem danificar as lentes.
  2. Mantenha a platina do microscópio binocular  sempre limpa e seca. Se houver resíduos de óleo de imersão, limpe com um pano umedecido com xilol.
  3. Limpe a superfície do equipamento com um pano umedecido em água. Não utilize álcool, acetona ou qualquer outra substância.
  4. Para limpar as oculares, remova-as com cuidado e cubra os orifícios onde se encaixam, para evitar exposição à poeira e/ou sujeiras no prisma durante o procedimento.
  5. Limpe as lentes com uma haste flexível com ponta de algodão umedecida em água destilada e, em seguida, seque com algodão – atente-se para não tocar nas lentes com os dedos. Utilize a pera de insuflação para retirar qualquer resquício de poeira ou algodão. Monte novamente a ocular, cuidadosamente.
  6. Não utilize quantidades excessivas de óleo de imersão sob as lentes. Geralmente uma gota é suficiente.
  7. Não toque as lentes com as mãos. Se estiverem sujas, limpe-as suavemente com um papel de óptica.
  8. Após término de uso do equipamento, cubra-o com uma capa específica para microscópio. Plásticos convencionais podem favorecer o crescimento de fungos nas lentes, devido ao calor excessivo.

A SPLABOR contém diversas opções de microscópios em seu portfólio.

Obs: Neste texto abordamos apenas a conformação “Microscópio Óptico Biológico”. Não foi abordado qualquer detalhe sobre “Microscópio Estereoscópio” ou qualquer outro tipo de microscopia.

Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR e cotações, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected]) que encontra-se à disposição.

Participe do nosso Blog, aceitamos sugestões de temas, comentários, críticas. Envie seu comentário.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.