Compartilhe esse conteúdo:

Hoje vamos falar um pouco sobre a centrífuga de laboratorio e o desenvolvimento desse equipamento ao longo dos anos.

Como um dos instrumentos de laboratório mais comumente usados ​​hoje, a centrífuga de laboratório  oferece um meio eficiente de preparar e separar amostras de diferentes densidades, muitas vezes para uso científico e médico. Essa forma de preparação acionada por densidade existe há séculos, datando já em 1400 com separadores de leite manuais simples; no entanto, uma versão comercializada formal da centrífuga não apareceu até o século XIX.

Centrífugas de Laboratório indispensáveis em sua rotina laboratorial.

Em 1864, Antonin Prandtl inventou a primeira máquina do tipo centrífuga, que foi usada na indústria de laticínios para separar leite e creme em grande escala. Seguindo Prandtl, Friedrich Miescher, um médico e biólogo suíço, foi o primeiro a aplicar a centrifugação no laboratório. A partir de um sistema de centrifugação bruto que desenvolveu em 1869, Miescher foi capaz de isolar com sucesso os ácidos nucléicos dos núcleos dos glóbulos brancos, o que serviu como um importante desenvolvimento na descoberta da herança do DNA.

Em 1962, a empresa alemã Netheler & Hinz Medizintechnik (agora conhecida como Eppendorf) criou a primeira microcentrífuga para uso em laboratório. Este sistema de microlitro foi subsequentemente desenvolvido por várias outras empresas de utensílios de laboratório e biotecnologia, dando origem à prevalência da centrífuga nos ambientes de laboratório hoje.

A primeira centrífuga para laboratório  controlada por microprocessador foi lançada em 1976, inovação que estava anos à frente de seu tempo, na ACHEMA da Hettich. Então, a Beckman lançou ultracentrífugas de chão na década de 1980 e a Eppendorf lançou as centrífugas pessoais em 2000. E a tecnologia das centrífugas laboratoriais  continuou a melhorar comercialmente desde então, agora usada para separação por densidade (como desenvolvida originalmente), separação de isótopos, aeronáutica e astronáutica e simulações geotécnicas. Com uso médico e de biotecnologia proeminente, especialmente em relação à pesquisa de proteínas e matéria nucléica, a centrífuga, sem dúvida, continuará a evoluir e se provar essencial dentro do laboratório.

Centrífugas de Laboratório indispensáveis em sua rotina laboratorial.

Mas afinal qual a utilidade da centrifuga de laboaratório? O que é uma centrífuga de laboratório?

Uma centrífuga é um equipamento de laboratório utilizado para a separação de fluidos, gás ou líquido, com base na densidade. A separação é conseguida girando uma cruzeta com porta tubos contendo material em alta velocidade; a força centrífuga empurra os materiais mais pesados ​​para baixo do tubo . A centrífuga para laboratório é encontrada na maioria dos laboratórios acadêmicos, clínicos e de pesquisa e usado para purificar células, organelas subcelulares, vírus, proteínas e ácidos nucléicos. Existem vários tipos de centrífugas, que podem ser classificados pelo uso pretendido ou pelo projeto do rotor. Desde a grande variedade de pisos até a microcentrífuga, há muitas variedades disponíveis para o pesquisador.

De 1976 até os dias de hoje as centrífugas de laboratório evoluiram muito e o mercado lançou uma série de modelos de centrífuga laboratorial.

Centrífuga de bancada:  São uma ampla classe de centrífugas caracterizadas por sua pequena área ocupada em bancada. Dependendo da necessidade de pesquisa, uma variedade de aspectos diferentes pode ser considerada. A velocidade máxima em RCFs pode variar de algumas centenas a mais de 50.000 x g. Os volumes dos tubos podem variar de menos de 1 mL (como nos tubos de PCR) a alguns litros. Diferentes tipos de rotores, como ângulo fixo, caçamba giratória e fluxo contínuo, também são normalmente intercambiáveis. Também chamada de  centrífuga de tubos .

Centrífugas de Laboratório indispensáveis em sua rotina laboratorial.

Centrífuga Refrigerada :  são instrumentos de laboratório ideais para centrifugação de amostras que podem ser sensíveis à temperatura, como células vivas, animais ou proteínas. Muitos apresentam rotores e adaptadores intercambiáveis ​​para acomodar uma ampla gama de volumes de amostra de menos de 1 mL a alguns litros. As velocidades também podem variar e alguns modelos podem atingir até 60.000 x g. 

Centrífugas de Laboratório indispensáveis em sua rotina laboratorial.

Microcentífugas são instrumentos básicos em muitos laboratórios de pesquisa que geralmente acomodam pequenos volumes de tubos, como 2 mL, 1,5 mL, 0,5 mL e tubos de PCR. Microcentrífugas para procedimentos laboratoriais de rotina normalmente giram em velocidades de até 16.000 xg, enquanto instrumentos mais especializados podem atingir velocidades de até 30.000 x g. Além disso, os fabricantes também podem oferecer rotores e adaptadores de tubo intercambiáveis. 

Centrífugas de Laboratório indispensáveis em sua rotina laboratorial.entr

Centrífuga para PRP , são Ideais  para diferentes rotinas de laboratório, as quais requerem precisão e estabilidade na separação de densidades, como PRP e PRF.  Plasma rico em plaquetas é produzido a partir do sangue do próprio paciente em que será utilizado. Os passos básicos são os seguintes:
Centrífugas de Laboratório indispensáveis em sua rotina laboratorial.

  • Coleta do sangue do paciente;
  • Adição de citrato para evitar coagulação antes do PRP ser preparado;
  • Centrifugação, uma ou duas vezes. Este processo separa as células brancas e vermelhas do plasma e plaquetas. O tempo de centrifugação, a velocidade e o número de centrifugações interferem na concentração final de plaquetas;

Centrifuga para Microplaca, melhora de maneira rápida e eficiente seu desempenho em PCR . A centríguga para microplaca possui a capacidade de acomodar 2 microplas.

Centrífugas de Laboratório indispensáveis em sua rotina laboratorial.

Participe do nosso blog, envie seu comentário, dúvida ou sugestão.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.
Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected])