Compartilhe esse conteúdo:

O que é Eletroforese?

Quais os Princípios da técnica de Eletroforese?

A Eletroforese, ferramenta amplamente utilizada no meio científico, é uma técnica baseada na separação de partículas em um determinado gel de acordo com sua massa e carga.. A eletroforese pode ser utilizada para separação de diversas moléculas orgânicas, como lipoproteínas, proteínas, RNA e DNA. O princípio da eletroforese utilizada para separação de DNA se baseia na carga negativa global de uma fita de DNA. Portanto, íons livres , moléculas de DNA ou fragmentos de DNA em uma solução podem ser separados aplicando–se uma certa voltagem. Ao final do processo as cadeias de DNA estarão próximas ao catodo (positivo), que atrai, devido à polaridade, moléculas de carga negativa. O gel de poliacrilamida forma uma malha constituida por uma rede de polímeros que permite a migração de moléculas. Moléculas de menor peso molecular terão mais facilidade em atravessar a malha do gel, se posicionando assim mais próximas do catodo; enquanto as moléculas com maior peso apresentam maior dificuldade e se posicionam mais próximas do anodo. A distância que o fragmento percorreu a partir do ponto de aplicação é comparada com a distância que outros fragmentos de tamanhos conhecidos percorreram no mesmo gel. São os marcadores de tamanho molecular (Ladders = Escadas), que são misturas de trechos de DNA com tamanhos variáveis.

Existem dois modelos básicos de eletroforese: Baseada em géis de agarose ou em géis de poliacrilamida. As duas substâncias formam tramas de poros de tamanhos variáveis, possibilitando a separação dos fragmentos, que terá sua eficiência dependente da concentração do polímero e da intensidade da voltagem e amperagem aplicada.
Combinando desempenho e segurança, melhor opção na substituição do brometo de etídio (EtBr) para a
coloração de géis de eletroforese, mais sensível disponível para detecção de DNA proporcionando visualização imediata  das bandas expostas à luz ultravioleta (UV) ou luz azul, possibilita o acompanhamento
visual das amostras durante o processo de eletroforese.
Por não ser mutagênico, é o reagente ideal para o preparo de amostras e marcadores de DNA em géis de agarose ou poliacrilamida.

 

Equipamentos para Laboratórios, como Cuba de Eletroforese, Fonte de Eletroforese, Transiluminadores , Agarose e Corante Safer fazem parte da linha de produtos de biologia molecular da Splabor.

Onde podemos empregar a técnica da Eletroforese: Bioquímica, Genética, Microbiologia, Ciência Forense e Muitos Outros Processos de Biologia Molecular.

A Cuba de Eletroforese, por exemplo, pode ser utilizada na identificação e separação de ácidos nucleicos, fragmentos de restrição, reações de PCR utilizando géis de agarose.

A eletroforese em gel de Agarose:

Na eletroforese em gel de Agarose ocorre a separação de moléculas carregadas de um campo elétrico. Dessa forma as moléculas são separadas uma das outras. O gel de Agarose é utilizado nesse processo e deve ser preparado de acordo com a concentração apropriada.

Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR e cotações, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected]) que encontra-se à disposição.

Participe do nosso Blog, aceitamos sugestões de temas, comentários, críticas. Envie seu comentário.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.

Fonte: http://depto.icb.ufmg.br/dmor/pad-morf/eletroforese.htm