Compartilhe esse conteúdo:

O que são Micropipetas?

Micropipetas são instrumentos de laboratório usadas  para transferir com precisão volumes na faixa de microlitros. As micropipetas são um item essencial e são encontradas em laboratórios clínicos e de pesquisa, usadas ​​para dispensar volumes de líquidos. Normalmente, as micropipetas funcionam criando um vácuo parcial acima da câmara que contém o líquido e liberando seletivamente esse vácuo para aspirar e dispensar de acordo com o volume preferido.

Como escolher uma boa Micropipeta? Guia do Comprador.

Você é um daqueles profissionais de laboratório que passa várias horas por dia com uma micropipeta na mão ? Ou você é um profissional de um laboratório e frequentemente se depara com perguntas sobre como melhorar a eficiência da pipetagem ou como garantir resultados confiáveis? Nesse caso, selecionar o tipo de micropipeta certa pode ser a chave para o sucesso do seu trabalho. Ela não apenas garante o desempenho de seus experimentos, mas também pode aumentar sua eficiência.

Quais fatores você  deve levar em conta ao escolher uma boa micropipeta?

  • Propriedades físicas do seu líquido.
  • Volume transferido.
  • Calibração fácil.
  • Bloqueio de ajuste de volume.
  • Qualidade de pipetas e ponteiras.
  • Micropipetas e ponteiras codificadas por cores.
  • Tarefas repetitivas.
  • Versatilidade.
  • Peso.
  • Força de carga e ejeção da ponta.
  • Design de punho.
  • Ajuste de volume.

Como escolher uma boa Micropipeta? Guia do Comprador.

O que é Precisão e Exatidão quando falamos de micropipeta?

Os fabricantes determinam a exatidão e a precisão das micropipetas usando-as para transferir volumes definidos de água destilada para uma gota que é então pesada em uma balança analítica. A densidade da água é de 1,0 grama por mL a 25 ° C. O processo é repetido várias vezes durante o processo de calibração e os dados são usados ​​para calcular a exatidão e a precisão de uma micropipeta. A precisão da pipetagem, porém, é crítica para experimentos bem sucedidos, especialmente em experimentos sensíveis. Por exemplo, qPCR depende de pipetagem precisa. Uma imprecisão de pipetagem de apenas 5% pode resultar em uma variação de 2 ng no DNA modelo. A técnica adequada sempre prolongou a usabilidade da micropipeta. Em geral, as micropipetas são projetadas para operar com precisão de alguns por cento (geralmente <3%) do valor pretendido para o volume de 1uL em diante.

Como escolher uma boa Micropipeta? Guia do Comprador.

O que é Micropipeta de Volume Fixo e  Micropipeta de Volume Variável?

As micropipetas são de dois tipos, as micropipetas de volume fixo  e as micropipetas de volume variável. As micropipetas de volume fixo  são projetadas para transferir a quantidade fixa de volume do líquido. As micropipetas de volume fixo não podem ser ajustadas para retirar mais ou menos do volume.

Como escolher uma boa Micropipeta? Guia do Comprador.

Por outro lado, as micropipetas de volume variável ​​vêm com uma ampla gama de ajustes, podem ser ajustadas para retirar o volume desejado dentro da faixa de micropipetas, digamos 10 µl – 100 µl micropipeta que pode ser ajustada para qualquer número entre 10 µl – 100 µl.

As micropipetas  de volume variável ​​são comumente usadas para extrair a pequena quantidade de faixas de volume de 10 µl – 200 µl, mais comumente para transferir as amostras, enquanto as micropipetas fixas são comumente usadas para transferir o grande volume (1000 µl ou mais), mais comumente para transferir os reagentes.

Como escolher uma boa Micropipeta? Guia do Comprador.

  1. Verifique a micropipeta no início do dia de trabalho quanto a poeira e sujeira do lado de fora. Se necessário, limpe com etanol 70% ou álcool isopropílico.
  2. Ajuste o volume dentro da faixa especificada para a micropipeta. Algumas são micropipetas fixas, enquanto outras são micropipetas variáveis, portanto, ajuste o botão do êmbolo para o volume necessário dentro do intervalo da micropipeta.
  3. Segure a pipeta de forma que o ‘dedo Grippy’ fique sobre o seu dedo indicador.
  4. Para maximizar a precisão, a micropipeta, a ponta e o líquido a ser dispensado devem estar na mesma temperatura.
  5. Verifique se você está usando a ponteira recomendada para a micropipeta que está usando. Para garantir a precisão, use apenas ponteiras de alta qualidade feitas de polipropileno livre de contaminação.
  6. As ponteiras para micropipeta  são projetadas para uso único. Elas não devem ser limpas para reutilização, pois suas características materialistas não serão mais confiáveis.
  7. O pré-enxágue (1-3 vezes) das ponteiras com o líquido a ser pipetado pode melhorar a precisão, especialmente ao usar ponteiras de deslocamento positivo.
  8. Evite virar a micropipeta de lado quando houver líquido na ponteira. O líquido pode aderir ao interior da micropipeta e contaminá-la.
  9. Evite a contaminação de ou para os dedos usando o ejetor de ponteiras e luvas.
  10. Guarde as micropipetas em uma posição vertical quando não estiverem em uso. Os suportes para micropipetas são ideais para esse propósito.
  11. Verifique a calibração regularmente dependendo da frequência de uso e das aplicações, mas pelo menos uma vez por ano. Se usado diariamente, um intervalo de três meses é recomendado. Siga as instruções para recalibração no manual de calibração do fabricante.

Participe do nosso blog, envie seu comentário, dúvida ou sugestão.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.
Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected])