medidor de ph


outubro 13th, 2015

O conhecimento, palavra associada ao ato de perceber ou compreender por meio da razão e/ou experiência, está fortemente relacionado ao prazer da leitura. Para as pessoas que apreciam vinhos ou que desejam se tornar um bom conhecedor desta bebida, a leitura é praticamente indispensável. Continue lendo »

agosto 3rd, 2015

O fato de um medidor de pH ou pHmetro ser um equipamento de laboratório utilizado para realizar medição de pH, não é novidade. No entanto, o eletrodo de pH utilizado neste equipamento é suscetível a sujeira e contaminações, o que interfere nos resultados das análises obtidos pelo usuário final. Continue lendo »

fevereiro 18th, 2014

Através do processo de coagulação do leite, com posterior desidratação da coalhada, obtém-se o queijo. Ele pode ser de massa fresca ou de massa maturada e seu valor nutritivo classifica-o como um interessante alimento da dieta humana, já que apresenta alta concentração de proteínas, sais minerais, vitaminas e gordura – além de conter alto teor de cálcio e fósforo.

Com exceção dos queijos de massa fresca, os que possuem massa maturada sofrem diversos processos físicos, bioquímicos e microbiológicos para que fiquem prontos – período denominado Maturação. Ao longo destes processos, a composição química do queijo se altera e o tempo de maturação varia de acordo com o tipo de queijo, proporcionando ao mesmo suas peculiaridades, ou seja, textura, características organolépticas, entre outras. O local onde geralmente ocorre a maturação é um ambiente amplo, denominado câmara, na qual a temperatura e umidade são controladas (regra válida para os queijos maturados fora da embalagem).

Continue lendo »

janeiro 23rd, 2014

Ao longo do tempo, o blog SPLABOR publicou diversos artigos envolvendo equipamentos para laboratório e o parâmetro pH. Desta vez, para enriquecer o conhecimento dos usuários e também esclarecer eventuais dúvidas, nossa equipe relata algumas dicas relevantes sobre o tema.

No momento da compra de um pHmetro, há a necessidade em adquirir também um eletrodo de pH e no mínimo duas soluções tampão (buffers) – uma com valor de pH 7 e outra com pH 4 ou 10. Ao realizar uma calibração de três pontos, melhor exatidão é proporcionada. Já na calibração de dois pontos, o segundo ponto selecionado deve ser o mais próximo do valor da amostra.

Outra dúvida que muitas vezes confundem as pessoas que utilizam esse equipamento é se o eletrodo de junção dupla é melhor que um eletrodo de junção única. O de junção única deve ser primeiramente considerado para amostras de água limpa. Já em amostras sujas com partículas, proteínas, e sulfetos, um eletrodo de junção dupla é protegido de ter a segunda junção entupida.

Para gases, muitos não sabem se é possível medir o pH deste tipo de amostra. A resposta é bem simples, ou seja, basta dissolver esse gás em água destilada e realizar medição desta mistura. Tecnicamente o pH da mistura água destilada/gás será o do gás.

Um lançamento muito interessante passou a fazer parte da linha SPLABOR, e com isso, vale a pena apresentá-lo. Com design ultra-fino, leve (apenas 250 gramas) e inovador, além da precisão garantida a cada leitura, o Edge (marca Hanna) combina inovação e tecnologia em um só dispositivo. Ele realiza leituras de pH, condutividade e oxigênio dissolvido. O mesmo possui resolução selecionável de 0,01 e 0,001 pH; abrange a faixa 2,000 a 16,000 pH e armazena dados (por registro manual; registro manual por estabilidade ou Intervalo de armazenamento).

Possui indicadores CAL-CHECK e de checagem do sensor, além de permitir 5 pontos de calibração (sete soluções tampão selecionáveis pré-programados mais dois padrões personalizados) e diversas outras funções através dos botões touch em seu painel.

Continue lendo »

setembro 27th, 2012

Já publicamos vários artigos sobre phmetros ou aparelho medidor de pH, como também é conhecido. Formado  por  um potenciômetro (aparelho que mede a diferença de potencial), um eletrodo de vidro, um eletrodo de referência e um sensor ph de compensação de temperatura, ele é um equipamento para laboratório responsável pela análise do pH da água e revela se ela está ácida ou alcalina, um dos fatores que garantem a qualidade da água para o consumo, por exemplo.

Há vários modelos de Phmetros, o vídeo de aplicação abaixo mostra o pHmetro de Bancada – PH 21 – Hanna. Com faixa de pH 0.00 a 14.00pH e eletrodo de pH HI 1110B, este equipamento é de fácil manuseio e oferece parâmetros precisos.

Assista o vídeo:

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

setembro 10th, 2012

 

Uma Instrução Normativa pretende regulamentar de forma técnica a identidade e a qualidade da nata do leite. A informação é do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A expectativa do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) é que o ministro Mendes Ribeiro Filho assine em breve a normativa.

O argumento do órgão está na qualidade da nata, desde o processo de pasteurização, tratamento térmico e outros procedimentos tecnologicamente adequados e suficientes para manter a inocuidade da matéria-prima. Continue lendo »

junho 13th, 2012

Plantação de arroz é cultivo tradicional no Rio Grande do Sul

O medidor de pH Hanna modelo HI 8424 foi utilizado por pesquisadores da Universidade Federal de Santa Maria no Rio Grande do Sul (Ufsm) para medir a qualidade da água durante um procedimento que analisou os impactos causados pelo uso de inseticidas em plantações de arroz. Continue lendo »

dezembro 9th, 2011

O pHmetro Portátil de ORP (modelo HI 8424) é o equipamento para laboratório usado para medir o ORP (potencial redox)das águas. Nesse post falaremos sobre esse equipamento e sobre a importância em determinar ORP.

Primeiramente vamos definir o conceito de ORP: basicamente é a capacidade de uma substância oxidar ou reduzir a oxidação. Uma água que possui alto nível de ORP é considerada uma água limpa e com capacidade de oxidar elementos tóxicos imediatamente, além de ser capaz de inibir o desenvolvimento de seres vivos como bactérias e parasitas, por isso a importância em se medir o ORP das águas. Continue lendo »

novembro 5th, 2010

O pHmetro para lácteo HI 99161 ou pHmetro para leite (como também é conhecido) é um equipamento portátil projetado para unir precisão mesmo quando utilizado em péssimas condições ambientais. Possui proteção completa contra água e umidade, como ocorre por exemplo, na indústria alimentícia.

O Eletrodo FC 202D que é fornecido com o equipamento, possui um sensor interno de temperatura, com corpo em Kynar, de fácil limpeza e com ponta cônica, permitindo optimizar o contato com os produtos alimentares semi-sólidos e evitando a contaminação dos alimentos com cloretos de prata.

O pHmetro para lácteo HI 99161 possui calibração automática, com reconhecimento de 2 conjuntos de padrões e indicador de instabilidade de medição. E a temperatura é indicada no visor, juntamente com a medição de pH do leite.

Algumas informações sobre o pH do leite (pH lácteo)

O leite representa grande importância para a saúde por ser rico em muitos nutrientes e o seu ph é um indicador de qualidade sanitária e estabilidade térmica. O pH do leite recém ordenhado de uma vaca sã pode variar entre 6,4 a 6,8. Nos casos graves de mastite (inflamação das glândulas mamárias), o pH pode chegar a 7,5 e na presença de colostro (corresponde às secreções mamárias do primeiro ao décimo dia após o parto e apresenta características diferentes do leite) pode cair a 6,0.

O uso do pHmetro para lácteo HI 99161 é recomendado pois o equipamento oferece praticidade e rapidez nas análises, com resultados exatos.

Vale ressaltar que o leite deve ser obtido com condições sanitárias, higiênicas e nutricionais seguras, visando sempre entregar o melhor produto ao consumidor.

Fonte: ceesp, UFES

novembro 4th, 2010


O pHmetro para carne HI 99163 é um equipamento portátil utilizado para análises do pH da carne e dos embalados. É um medidor de pH de fácil utilização, que garante análises corretas e exatas, apresentadas de maneira clara através de um visor amplo.

Funciona de maneira econômica: o equipamento desliga automaticamente após 8 minutos de inatividade, economizando assim a carga da bateria, cuja duração é de mais de 1500 horas de uso contínuo.

O pHmetro para carne HI 99163 possui  Calibração pH automática a 1 ou 2 pontos com 2 conjuntos de padrões memorizados e Eletrodo de pH  FC 232D, amplificado, material não tóxico, com sensor de temperatura, rosca para lâmina de corte (incluído)  que possibilita a análise não só na superfície.

Por que analisar o pH da Carne

O pH da carne pode influenciar a cor, a maciez, a capacidade de retenção de água, entre outros fatores. Se o valor do pH cai rapidamente logo após o abate, a carne pode ser pálida, flácida e com baixa capacidade de retenção de água. Se o pH final permanece alto, a carne tende a ser  escura, firme e seca. Fatores ante mortem também influenciam, como por exemplo, uma situação de estresse antes do abate, não havendo tempo para sua reposição no músculo.

A velocidade da queda do pH, bem como seu valor, e a temperatura da carcaça podem variar de acordo com a espécie animal, raça, manejo antes do abate, sexo, idade do animal entre outros fatores.

A análise de cada fator, o valor, a velocidade de queda do pH e a temperatura do músculo é fundamental pois é o que determina a qualidade da carne e o uso de equipamentos como o pHmetro para carne HI 99163 torna essa análise mas fácil e mais prática, além de proporcionar a eficiência nos resultados.

Fonte de pesquisa: FarmPoint