Compartilhe esse conteúdo:

Com o princípio básico da liofilização e seus respectivos detalhes importantes em mente – confira-os aqui – esse tipo de processamento é amplamente utilizado na indústria farmacêutica e alimentícia, mas também têm ganhado destaque nos processos de estabilização de culturas microbianas e estudos científicos que avaliam determinados componentes ou produtos. Em suma, a liofilização remove a água e outros solventes do produto congelado através do processo de sublimação (quando a água no estado sólido é convertida diretamente em vapor de água, sem passar pelo estado líquido).

O usuário que utiliza essa técnica pode estar contido em uma das seguintes aplicações:

– Preservação das características da substância de interesse;

– Preservação da forma inicial do produto;

– Conservação de materiais;

– Análises químicas.

Os parâmetros envolvidos na liofilizaçãotemperatura de congelamento, velocidade de congelamento, pressão, temperatura e tempo – devem ser otimizados para que os resultados sejam obtidos com sucesso. Tudo deve ser monitorado, pois caso contrário a amostra submetida no equipamento pode sofrer danos e/ou alterações, inviabilizando tal experimento.

Um estudo realizado pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) – Departamento de Engenharia e Tecnologia de Alimentos em São José do Rio Preto/SP, avaliou a cinética de secagem e os parâmetros de qualidade, tais como conteúdo de vitamina C, reidratação e textura, de fatias de abacaxi liofilizadas. O liofilizador exerceu grande função neste experimento para que por fim, os pesquisadores pudessem concluir que existiu forte dependência da cinética de secagem e dos atributos de qualidade das fatias em função das condições utilizadas durante a etapa de congelamento, e também a combinação de temperatura e umidade, tanto durante a liofilização, quanto no momento de reidratação do produto.

A SPLABOR possui em seu portfólio, modelos de liofilizadores TELSTAR que agregam melhorias e superação de desafios nos experimentos do usuário final. Tudo com o apoio da assessoria científica ([email protected]) que orienta sobre o melhor modelo indicado para a sua aplicação. Consulte-nos!