Compartilhe esse conteúdo:

Os tubos de coleta de sangue foram inventados por Joe Kleiner e BD (Becton, Dickinson & Co.) em 1949. Esses tubos são marcas registradas da Becton, Dickinson & Co. e hoje os tubos de coleta são fabricados e vendidos por eles e por vários outros fabricantes.

Um tubo de coleta de sangue  é um tubo de vidro ou plástico estéril com uma tampa que é evacuada para criar um vácuo dentro do tubo facilitando a extração de um volume predeterminado de líquido. Mais comumente usado para retirar amostras de sangue diretamente da veia. Esses tubos também podem ser usados ​​algumas vezes para a coleta de amostras de urina.

Os tubos de  coleta  podem conter aditivos, principalmente anticoagulantes, projetados para estabilizar e preservar a amostra de sangue antes do teste analítico. Esses tubos estão disponíveis com ou sem um fechamento de engenharia de segurança (a rolha de borracha dentro da tampa de plástico), com uma variedade de opções de etiquetagem e cores de fechamento, bem como uma variedade de volumes de extração.

Príncipio do tubos de coleta de sangue

Os tubos de coleta de sangue atuam na diferença de pressão criada entre o vaso sanguíneo e o vácuo nos tubos, que força o sangue através da agulha para dentro do tubo.

A agulha  tem duas pontas, com um lado envolto em uma fina camada de borracha para segurança e o outro lado para inserção na veia. Quando a agulha é aparafusada no suporte de agulha de plástico translúcido, a agulha de borracha está dentro do suporte e a agulha exposta será inserida na veia.

Quando um tubo de coleta de sangue é inserido no suporte, sua tampa de borracha é perfurada pela agulha interna e o vácuo no tubo puxa o sangue através da agulha para dentro do tubo. O tubo preenchido é então retirado e outro pode ser inserido e preenchido da mesma forma que auxilia na coleta de sangue. A quantidade de ar evacuado do tubo predetermina quanto sangue encherá o tubo antes que o sangue pare de fluir.

Além disso, o volume exato que deve ser retirado em um tubo de coleta de sangue específico é mencionado no rótulo de cada tubo, o que minimiza os erros que podem ocorrer se mais ou menos quantidade de sangue for coletada no tubo, porque cada tubo contém um anticoagulante ou um aditivo ou ativador de coágulo em alguns e a proporção do sangue para o aditivo deve ser mantida a fim de obter os valores precisos dos testes.

É importante remover o tubo antes de retirar a agulha da veia, pois ainda pode haver alguma sucção no tubo que pode causar dor ou desconforto ao paciente na retirada.

Os tubos de coleta são cobertos com uma tampa de plástico com código de cores que indica quais aditivos o tubo contém. Esses indicadores de cor ajudam o flebotomista a selecionar facilmente os tubos nos quais o sangue deve ser coletado de acordo com os testes que devem ser realizados. Os aditivos presentes nos tubos de coleta  desempenham o papel mais importante, pois cada aditivo tem uma função única e são selecionados de acordo com os testes a serem realizados.

Tubo de Coleta Roxo / Lavanda EDTA (ácido etilenodiaminotetracético) CBC, BLOOD TYPING (Rh Factor & ABO Screening), Cross match, Hb, Índices de glóbulos vermelhos, ESR pelo método de Wintrobe, etc..

 Tubo de Coleta Citrato  Azul Citrato trissódico (a proporção de sangue: anticoagulante é de 9: 1) Tempo de protrombina (PT), Tempo de tromboplastina parcial ativada (APTT), tempo de trombina de fibrinogênio e outros testes de coagulação sanguínea.

Tubo de Coleta Verde Heparina de lítio Painel metabólico básico (BMP), painel metabólico abrangente (CMP) e outros testes de determinação de plasma.

Tubo de Coleta Amarelo (comumente conhecido como tubo separador de soro) Gel de polímero e ativador de coágulo de vidro em pó BMP, CMP, LFT, KFT, perfil lipídico e outros ensaios bioquímicos, testes sorológicos etc.

Tubo de Coleta Vermelho Ativador de coágulo de vidro em pó BMP, CMP, perfil lipídico, testes de sorologia, monitoramento de drogas terapêuticas, procedimentos de banco de sangue, etc.

Tubo de Coleta Cinza Fluoreto de Sódio Teste de açúcar no sangue, testes de toxicologia, etc.

Participe do nosso blog, envie seu comentário, dúvida ou sugestão.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.
Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected])