Compartilhe esse conteúdo:

Olá,

Queridos leitores assíduos de nosso blog, hoje em nosso post vamos esclarecer uma dúvida muito como dos clientes.  O que é uma Cabine de Segurança Biológica? Para chegar nesse assunto vamos falar primeiramente dos níveis de segurança.

Os níveis de biossegurança  são usados ​​para identificar as medidas de proteção necessárias em um ambiente de laboratório para proteger os trabalhadores, o meio ambiente e o público. As designações de nível de biossegurança  descrevem práticas específicas e requisitos de segurança e instalações. Há muitas maneiras de combinar equipamentos, práticas e recursos de projeto de laboratório para obter biossegurança e bio contenção adequados. Estes são determinados por meio de avaliações de risco biológico conduzidas especificamente para cada protocolo experimental.

Laboratórios com nível 1 :

São usados ​​para estudar agentes infecciosos ou toxinas que não causam doenças de forma consistente em adultos saudáveis. Eles seguem procedimentos básicos de segurança, chamados de Práticas Microbiológicas Padrão e não requerem nenhum equipamento especial ou características de projeto. Os controles de engenharia padrão em laboratórios  incluem superfícies de fácil limpeza que são capazes de suportar os produtos químicos básicos usados ​​no laboratório.

Laboratórios de nível 2:

São considerados laboratórios de nível 2 usados ​​para estudar agentes infecciosos ou toxinas de risco moderado que apresentam risco se acidentalmente inalados, engolidos ou expostos à pele. Os requisitos de projeto para laboratórios nível 2 incluem pias para lavagem das mãos, estações para lavagem dos olhos em caso de acidentes e portas que fecham e trancam automaticamente. Os laboratórios  também devem ter acesso a equipamentos que possam descontaminar resíduos de laboratório, incluindo um incinerador, uma autoclave e / ou outro método, dependendo da avaliação de risco biológico.

Laboratório nível 3:

Os laboratórios nível 3 são usados ​​para estudar agentes infecciosos ou toxinas que podem ser transmitidos pelo ar e causar infecção potencialmente letal por inalação. Os pesquisadores realizam todos os experimentos em Cabine de Segurança Biológica  que usam fluxo de ar cuidadosamente controlado e  compartimentos selados para prevenir infecções.

Em tempos atuais em que vivemos uma pandemia a Cabine de Segurança Biológica é de extrema importância, é um equipamento de contenção e proteção do operador do laboratório, amostra e ambiente externo.

O que são Cabines de Segurança Biológica?

As Cabines de Segurança Biológica, também conhecidos como capela  de segurança biológica, são áreas de trabalho de laboratório fechadas e ventiladas, projetadas para proteger o usuário e o ambiente circundante de patógenos. Todo o ar de exaustão é filtrado por HEPA para remover agentes perigosos, como vírus e bactérias. Gabinetes de biossegurança são usados ​​em muitos laboratórios, incluindo laboratórios clínicos e de pesquisa.

Quais os tipos de Cabines de Segurança Biológica?

As Cabines de Segurança Biológica classificam-se em:

– Classe II A1_  ocorre recirculação de 70% do ar e renovação de 30%, equipadas com dois filtros HEPA – um para recirculação e outro para renovação, os  30% de ar renovado são exauridos para o interior do laboratório.

Classe II A2  ocorre recirculação de 70% do ar e renovação de 30%,
equipadas com dois filtros HEPA – um para recirculação e outro para
renovação. No entanto, os 30% de ar renovado são exauridos para fora do
laboratório por meio de um sistema de dutos.

Classe II B2 ocorre que  100% do ar é renovado.
100% do ar insuflado são somados aos 30% do ar que formam uma
cortina de proteção na parte frontal do equipamento. Dessa forma, impede
que haja fuga do ar contaminado para o laboratório. Este ar é exaurido para fora do laboratório por meio de um sistema de duto.
Ideal para manipulação de HIV, Oncologia, Coronavírus  Tuberculose, Gripe aviária e outros vírus que acarretam perigo a saúde humana e ao meio ambiente.

A Classe II fornece proteção para o usuário, ambiente e amostra, e é dividida em quatro tipos: A1, A2, B1 e B2. As principais diferenças são as velocidades mínimas de entrada e os sistemas de exaustão.

A Classe III, também conhecida como porta-luvas, oferece proteção máxima; o gabinete é à prova de gás, e todos os materiais entram e saem por um tanque de imersão ou autoclave de porta dupla. A escolha do Cabine de Segurança Biológica depende do nível de proteção necessário para o trabalhador do laboratório e a amostra de interesse.

Quer saber mais baixe nosso e-book

Participe do nosso blog, envie seu comentário, dúvida ou sugestão.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.
Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected])