Compartilhe esse conteúdo:

A bureta é uma vidraria de laboratório utilizada em titulações, de formato cilíndrico e com uma torneira na extremidade, realiza a dispensação de volumes com muita destreza, apoiada um um suporte para bureta e fixada por garras, fica em posição vertical provocando o gotejamento de líquidos na titulação.

 

 

Alguns tipos de bureta ao longo dos anos foram desenvolvidos: bureta automática, bureta com torneira de vidro, bureta com torneira de ptfe, bureta digital

Titulação é o processo de adição de quantidades discretas de um dos reagentes, geralmente com o auxílio de uma bureta, no meio reacional para quantificar alguma propriedade. Quando se pretende encontrar uma concentração, a titulação é um procedimento analítico e, geralmente, são feitas medidas de volume, caracterizando as titulações volumétricas; mas, em alguns casos, pode-se monitorar a variação gradual de uma outra grandeza, como a massa, caso das titulações gravimétricas, ou a absorção da luz, como nas titulações espectrofotométricas. A bureta digital transfere líquidos com alto grau de precisão, facilita as rotinas no laboratório e otimiza o tempo do usuário. A bureta digital permite  titulações de até 999ml, com precisão de 0,2.

 

 

Participe do nosso blog, envie seu comentário, dúvida ou sugestão.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.
Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected])

 

 

 

Fonte  http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-40422005000100029