geladeira para vacina


setembro 10th, 2010

As vacinas fazem parte da nossa vida desde nosso nascimento e são essenciais para a eficácia na prevenção contra várias infecções além de ser um instrumento importante para a saúde pública na missão de proteger um grande contingente humano. A vacinação pode ajudar também na erradicação de doenças como ocorreu com a poliomelite e o sarampo no Brasil.

As vacinas são produtos biológicos que derivam ou são semelhantes a um microoganismo causador de uma determinada doença que, ao serem introduzidos no organismo, induzem uma reação do sistema imunológico (semelhante à que ocorreria no caso de uma infecção por determinado agente patogênico), estimulando a formação de anticorpos e criando uma barreira de proteção contra esse agente e às doenças por ele provocadas.

Com o intuito de instituir um calendário de vacinação em território nacional, o Ministério da Saúde criou a Portaria 597 de 08/06/2004 visando promover o controle, eliminação e erradicação de doenças imunopreveníveis. Nesse documento são apresentados os Calendários de Vacinação da Criança, do Adolescente e Calendário de Vacinação do Adulto e Idoso. Acesse a Portaria 597 de 08/06/2004 e veja os calendários de vacinação .

No Brasil, as vacinas dos três calendários obrigatórios do Programa Nacional de Imunizações (PNI) são oferecidas gratuitamente nos postos de vacinação de todo o país ou por equipes de vacinadores, que levam os produtos a áreas de difícil acesso periodicamente. Em algumas ocasiões são realizadas campanhas de vacinação.

Por serem compostas por substâncias sensíveis, que são prejudicadas caso não sejam conservadas nas temperaturas específicas, as vacinas precisam ser armazenadas, transportadas e manipuladas em condições adequadas de refrigeração, desde sua produção até a sua aplicação, para que sua qualidade e eficiência sejam mantidas. Se esse cuidado não for tomado, a vacina perde sua potência e sua capacidade de ação e não pode mais ser restaurada, perdendo o seu efeito. De acordo com a Organização Mundial de Saúde as vacinas precisam ser conservadas em temperaturas entre 2˚ e 8˚C.

Para verificar se as vacinas estão sendo bem conservadas é necessário que se faça o monitoramento da temperatura pelo menos duas vezes ao dia. Os estabelecimentos armazenam as vacinas em Câmaras para vacina, refrigerador para vacina ou geladeira para vacina, como também é conhecida, equipamento capaz de armazenar diversos tipos de imunobiológicos de forma segura e controlada. Conheça alguns modelos de câmaras para vacina.

Podem ocorrer situações em que as vacinas apresentem reações leves como dor e inchaço no local, porém é importante não esquecer que são eventos raros e menores que o impacto da própria doença. As vantagens da imunização superam, em muito, os efeitos colaterais. É válido ressaltar também a necessidade de uma boa administração dos calendários de vacinação em todas as faixas etárias para que a resposta imunológica seja adequada e a prevenção seja eficaz.

Textos adaptados e retirados das fontes: FioCruz; Seimi

 

agosto 5th, 2010

Câmaras para vacina, refrigerador para vacina ou geladeira para vacina, como também é conhecida, são câmaras que visam o armazenamento e conservação de vacinas. Uma geladeira para vacinas é capaz de armazenar diversos tipos de imunobiológicos de forma segura e controlada.

Geralmente, o refrigerador para vacina mantém a temperatura interna controlada por volta dos 4°C, que é a temperatura ideal para este tipo de fármaco. Em resumo, as câmaras para conservação de vacinas permitem um melhor armazenamento do produto, evitando despesas com perdas.

A marca de geladeira para vacina mais conhecida é Indrel e você pode encontrá-la no site. Conheça nossas câmaras de conservação e faça já sua cotação online!