Compartilhe esse conteúdo:

Bate-Papo Técnico | Tudo Sobre pH – Informações, curiosidades e dicas para aumentar a eficiência de suas leituras

Semanalmente, dezenas de textos são publicados na Internet explanando detalhes sobre pH. A grande maioria dos laboratórios de análises realizam esse tipo de leitura em diversas amostras, e o usuário sempre possui dúvidas sobre o conteúdo teórico deste tema, assim como quais são os cuidados necessários para conservação do equipamento para laboratório denominado medidor de ph ou phmetro. Hoje a equipe SPLABOR abordará muitas informações sobre este tipo de análise, assim como dicas para você aumentar a eficiência nos resultados obtidos.

O que é pH?

pH significa “potencial Hidrogeniônico“, uma escala logarítmica que mede o grau de acidez, neutralidade ou alcalinidade de uma determinada solução.

Partindo da definição como, pH é a medida da acidez ou alcalinidade de um líquido, com base na quantidade relativa de íons hidrogênio (H+) que a amostra contém. Quanto maior a concentração de íons H+, mais ácido será a solução e consequentemente, valores menores na escala de pH serão obtidos. Já no caso de soluções com menor concentração de íons H+, valores na escala de pH serão maiores, representando um caráter mais básico (alcalino).

Por que o pH é importante?

As medições de pH são críticas em uma grande variedade de indústrias que afetam suas rotinas diárias. Indústrias como estações de tratamento de água e esgoto, produção química, agricultura, monitoramento ambiental, pesquisa de ciência e saúde, produção farmacêutica e fabricação de eletrônicos dependem fortemente de medições precisas do pH em seus processos. Consequentemente, pode-se dizer que o pH é o parâmetro mais medido no mundo.

Como é possível realizar as medições de pH?

Para ocasiões simples e rápidas (que não exigem precisão), ou até mesmo para amostras muito sujas, o usuário pode utilizar papel indicador de pH pois é de baixo custo e fácil de usar, mas é válido lembrar que o mesmo apenas proporciona uma indicação aproximada do valor de pH, o que pode ser insuficiente caso o cliente seja um pouco mais exigente.

O método mais efetivo seria a utilização de um sistema de medição composto por um phmetro e um eletrodo de pH que é sensível aos íons H+, além das soluções de calibração. O efeito que os íons H+ ocasionam no eletrodo pode ser medido e convertido para um valor de pH no display do equipamento.

Como devo proceder na escolha de um medidor de pH?

O portfólio SPLABOR contém diversas opções e o critério de escolha deve ser de acordo com os requisitos da aplicação. O pHmetro de bolso é ideal para aplicações bem simples, onde a prioridade seja baixo custo e opção de um equipamento com tamanho pequeno. Já o pHmetro portátil possuem características adicionais se comparado ao de bolso, além de ser uma boa opção para procedimentos no laboratório ou uso em campo. Por último, o pHmetro de bancada é indicado para situações onde a maioria das análises serão realizadas na bancada do próprio laboratório (sem necessidade de locomoção), com a vantagem dos modelos terem um display de leitura maior e gerenciamento de dados de maneira mais robusta.

Para conhecer nossa linha de eletrodos para medidor de pH clique aqui

Para solicitar uma cotação de  eletrodos para medidor de pH consulte nossa equipe

___________________________________________________________________

E os eletrodos para medidor de pH ?

A maioria dos modelos de medidor de pH já acompanha um eletrodo de pH com bulbo de vidro feito de um vidro ph-sensitivo, mas é válido lembrar também que existem eletrodos específicos dependendo o tipo de amostra. Consulte a equipe da assessoria científica SPLABOR ([email protected]) em caso de dúvidas sobre o eletrodo ideal para a aplicação.

Agora falando sobre calibração: O que pode ser dito a respeito das soluções padrão de pH?

Todos os equipamentos medidores de pH requerem soluções padrão de pH de calibração para garantir que a leitura seja realizada com exatidão. Escolha sempre a solução padrão pH 7 e mais – no mínimo – uma com valor próximo a faixa de medição esperada nas amostras.

Como é possível aumentar a eficiência do equipamento medidor de pH?

Há fatores importantes na qual o desempenho do equipamento irá depender. Confira-os abaixo:

Limpeza do eletrodo de pH

 

Jamais utilize utensílios abrasivos (escovas, lixas, lã de aço, etc) para limpeza do eletrodo do medidor de pH. Entre cada medição, lave o eletrodo apenas com água. Na hora da secagem, utilize um papel macio (sem qualquer movimento de fricção). Já no caso de remoção dos resíduos, recomenda-se mergulhar o eletrodo por até 30 minutos em solução a 5% de Pepsina em HCl 0,1M, com posterior lavagem abundante em água e hidratação em KCl 3M por uma hora.

Armazenamento do eletrodo

Antes de guardar o medidor de pH, lave o eletrodo com água destilada ou deionizada e detergente. Em seguida, armazene-o em solução de armazenamento cloreto de potássio (KCl 3M). Jamais coloque-o em água para armazenamento. Se por ventura a solução de KCl 3M apresentar coloração diferente ou sólidos suspensos, providencie a troca da mesma. Guarde o eletrodo na posição vertical com a ponta direcionada para baixo, submersa na solução de armazenamento KCl.

Calibração do medidor de pH

 

As soluções tampão de pH podem ser utilizadas para checar a exatidão das leituras, e em casos necessários, faça o ajuste do medidor de pH (calibração). Jamais reutilize as soluções tampão – desta forma é possível evitar desajustes no equipamento.

É válido lembrar que as soluções tampão devem ser escolhidas de acordo com o intervalo de pH das amostras nas quais serão medidas, ou seja, para soluções ácidas recomenda-se os tampões pH 7 e pH 4; já para alcalinas, adote os tampões pH 7 e pH 10.

Cuidados com a solução tampão

Procedimentos simples mas de importância destacável irão garantir a preservação das soluções – referência no momento da verificação e ajuste do instrumento. Armazene-as em local protegido da luz entre 15 e 25°C, e caso alguma delas apresente coloração alterada ou sólidos suspensos, providencie a troca. Nunca mergulhe o eletrodo de pH diretamente no frasco da solução para evitar contaminações. O ideal é retirar uma porção da solução e colocar em um frasco separado para realizar o ajuste. Após o uso, descarte a solução utilizada.

O assunto pode parecer simples, mas com boas instruções, o equipamento pode ser conservado por um longo tempo.

Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR e cotações, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected]) que encontra-se à disposição.

Participe do nosso Blog, aceitamos sugestões de temas, comentários, críticas. Envie seu comentário.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.