Compartilhe esse conteúdo:

O microscópio é o aparelho de laboratório muito utilizado em rotinas microbiológicas, a prática de atividades dentro do laboratório consolidam o aprendizado.
Desde um pequeno laboratório escolar até em um laboratório universitário exigem que o microscópio esteja presente nas rotinas.O manuseio de equipamentos para laboratório requer alguns cuidados e atenção.As atividades com microscópio necessitam de limpeza periódica e manuseio correto. Jamais arraste ou dê solavancos no microscópio.

Partes do microscópio:

Dicas ao utilizar o microscópio:

1. Antes de ligar o microscópio à tomada, verificar se o potenciômetro da lâmpada está no mínimo (caso não esteja, poderá queimar a lâmpada);
2. Verificar se a lente objetiva posicionada para observação é a de menor aumento (4x – vermelha); caso não esteja, posicioná-la;
3. Baixar a mesa ao mínimo para evitar raspar a lente na lâmina para microscopia colocada sobre ela;
4. Colocar a lâmina para microscópio sobre a mesa e subir lentamente até encontrar o foco do objeto;
5. Para passar a lente objetiva para os próximos aumentos não há necessidade de alterar a altura da mesa, mas sim, acertar o foco após a mudança

Tipos de Microscópio:

Microscópio Binocular

Microscópio Trinocular

Microscópio Multi visualização

Microscópio Estereoscópio ou Lupa de Laboratório.

Um microscópio para estudantes de ensino fundamental pode ser um microscópio binocular e também uma  lupa para laboratório já para pesquisa e desenvolvimento requer um microscópio com recursos avançados. Tudo vai depender da aplicação, do tipo de amostra  e do orçamento para a compra.

Limpeza de um Microscópio Óptico:

A limpeza da parte óptica deve ser criteriosa, uma vez que dela depende o perfeito funcionamento do microscópio. Cuidados especiais devem ser tomados com lentes, filtros e espelhos.

Os materiais necessários à limpeza do microscópio óptico:

• Algodão;
• Solução de limpeza (50%éter sulfúrico PA, 50% clorofórmio PA);
• Cotonete caseiro ou palito isento de ferpas, com ponta envolvido com algodão;
• Borrifador;
• Panos limpos, de um tecido macio que não solte fiapos;

Após estas observações, inicia-se a limpeza do microscópio de baixo para cima, ou seja, limpam-se os vidros e espelhos da base, da lâmpada, até chegar-se ao topo, nas oculares. Para a limpeza de fungos utiliza-se água oxigenada a 10 volumes.

O procedimento para aplicação é o seguinte:  segura-se o cotonete sem tocá-lo, para evitar depositar gordura das mãos no algodão.
Segura-se a lente, pela lateral, limpando as duas superfícies. Inicia-se a aplicação pelo centro, fazendo-se um movimento em espiral, conforme indicado na Figura .

O mesmo procedimento é utilizado na limpeza de espelhos. Para a limpeza das lentes com manchas
de gorduras ou outras que não fungos, executa- se o mesmo procedimento anterior, porém com a solução de limpeza.
Os filtros e lentes de plástico ou acrílico não podem ser limpos com a solução de clorofórmio e éter sulfúrico, pois isto danificaria a sua superfície tornando-os opacos. Utiliza-se para isto álcool etílico.

Em caso de utilização de capas protetoras para microscópio , estas não deverão ser de plástico, pois este retém a umidade, mas sim de pano ou qualquer outro tecido que permita a aeração do microscópio e que não solte fiapos.

Participe do nosso blog, envie seu comentário, dúvida ou sugestão.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.
Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected])

 

 

Fonte :https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/recursos/CT03_96ID-j5WAdOor9b.pdf