Compartilhe esse conteúdo:

Bate-Papo Técnico | Qual a Função de um Medidor de Oxigênio Dissolvido – Detalhes Interessantes e Orientações de Uso

Todo ser vivo, seja este um microrganismo ou até mesmo um ser humano, precisa de condições essenciais no ambiente em que se vive para conseguir sobreviver. Não menos importante, a vida aquática também requer condições mínimas para preservação das espécies – evitando episódios de extinção – e isso tem cada vez mais chamado atenção para o controle de qualidade da água, ou mais detalhadamente, avaliação dos níveis de oxigênio dissolvido (OD). Em condições normais onde a temperatura e a pressão em uma solução aquosa estão presentes para obter equilíbrio, o oxigênio constitui aproximadamente 20,9% do total de gases dissolvidos na atmosfera. A pressão atmosférica sobre a superfície da água e a temperatura são fatores que modificam as concentrações de oxigênio dissolvido e consequentemente, há necessidade de se obter leituras corretas deste parâmetro – oxigênio dissolvido – nas amostras de água com um equipamento de qualidade no mercado.

O que é oxigênio dissolvido?

É a concentração de oxigênio (O2) presente na água, geralmente expressa em ppm (mg/L).

Qual a importância do oxigênio dissolvido?

Esse parâmetro é o principal indicador de qualidade da água em rios, lagos ou açudes que recebem resíduos domésticos, industriais ou agrícolas, além de – como já previamente citado – ser essencial para a preservação da vida aquática (importantíssimo para uma variedade de animais e bactérias aeróbicas).

Em quais processos, o controle de oxigênio dissolvido é necessário?

Há diversos processos existentes, porém citando alguns exemplos – além do ambiente aquático já citado neste post – tem-se:

– Aquacultura / Piscicultura: baixas concentrações de oxigênio dissolvido na água podem causar diversos problemas resultando em sensível redução na produtividade dos sistemas aquaculturais. O nível de oxigênio dissolvido deve ser mantido alto. Se o mesmo diminuir, os organismos aquáticos não podem respirar.

– Estações de tratamento de água e esgoto/efluente: devido ao fato de ser uma variável dinâmica, o controle de OD torna-se imprescindível para uma operação eficiente do processo de tratamento. A bactéria decompõe os sólidos; se os níveis de OD forem muito baixos, as bactérias irão morrer e a decomposição não ocorrerá; se forem muito altos, haverá gasto de energia desperdiçado da aeração da água.

– Caldeiras industriais: na alimentação da caldeira, são desejados valores de oxigênio dissolvidos inferiores a 5 ppb para que não ocorram processos corrosivos no equipamento.

– Vinicultura: profundas modificações e alterações químicas (cor e aroma) no vinho podem ser ocasionadas pelos níveis de oxigênio dissolvido, antes e durante a fermentação no processo de envelhecimento.

– Processos biotecnológicos: os níveis de OD são essenciais para manter a qualidade do produto acabado.

Quais tipos de sonda existem para os medidores de oxigênio dissolvido?

Os dois tipos mais comuns de sondas são: sonda polarográfica e sonda galvânica.

Qual a diferença entre elas?

A sonda polarográfica possui tecnologia baseada no método de medição polarográfico de Ross e Clark. Uma sonda de oxigênio é composta por um cátodo de platina e um ânodo de prata sólido. Uma solução concentrada de cloreto de potássio é mantida ao longo da superfície da sonda através de uma membrana de PTFE. Uma tensão externa cria uma diferença de potencial entre o cátodo e o ânodo (menos de 0,5 volts). A tensão externa aplicada ao cátodo, ânodo, solução eletrolítica de KCl e o material de membrana permeável a gás estabelece uma corrente proporcional à concentração de oxigênio.

Já a sonda galvânica não requer tensão externa. A diferença de potencial entre o cátodo e o ânodo é superior a 0,5 volts. Os sensores de OD galvânicos consistem em dois eletrodos, ou seja, ânodo de zinco ou ânodo de chumbo e cátodo de prata, ambos imersos em solução eletrolítica. Uma membrana permeável ao oxigênio separa o ânodo e o cátodo da água que está sendo medida. O oxigênio difunde através da membrana e interage com o ambiente interno da sonda para produzir uma corrente elétrica proporcional à concentração de oxigênio.

Qual tecnologia de sonda é ideal para cada cliente?

Abaixo citaremos os prós e os contras sobre cada tipo de sonda.

Sonda Galvânica:

*Prós: não requer tempo de aquecimento; mais estável e exata em níveis mais baixos de OD, se comparado com sondas polarográficas;

*Contras: o oxigênio é consumido durante a medição; requer um fluxo ou agitação na amostra; necessita de procedimentos de recalibração frequente e manutenção; células acabam se desgastando.

Sonda Polarográfica:

*Prós: tempo de vida superior se comparado a sonda galvânica;

*Contras: requer tempo de aquecimento antes das medições; o oxigênio também é consumido durante a medição; requer um fluxo ou agitação na amostra; necessita de procedimentos de recalibração frequente e manutenção.

Quais são os cuidados para se aumentar a vida útil da sonda de medição?

– Respeite a conexão entre a sonda e o equipamento medidor, de cada modelo de equipamento e fabricante. Observe a posição deste encaixe. O mesmo vale para a desconexão – atente-se.

– Jamais torça ou gire o cabo da sonda.

– Atente-se para o copo de proteção da sonda – cuidado ao removê-lo e ao colocá-lo. Não aperte demasiadamente.

– Evite quedas e impactos na sonda.

– Cuidado ao mergulhar a sonda – principalmente em aplicações a campo – atente-se principalmente em ambientes com pedras ou qualquer outro objeto sólido que possa danificar o instrumento. Quando for recolher a sonda, também tome cuidado e não force o cabo.

– Jamais deixe a sonda permanentemente no ambiente de medição.

– Sempre que a sonda apresentar cristalizações (casca branca), efetue a raspagem com cuidado – utilize uma espátula pequena.

– Lave sempre a sonda com água destilada, após uso.

Conheça os modelos de medidores de oxigênio dissolvido ou oxímetro para água  contidos no portfólio SPLABOR, clicando aqui

Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR e cotações, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected]) que encontra-se à disposição.

Participe do nosso Blog, aceitamos sugestões de temas, comentários, críticas. Envie seu comentário.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.