Compartilhe esse conteúdo:

Oxigênio dissolvido (OD), demanda bioquímica do oxigênio (DBO ou BOD ) e demanda química do oxigênio (DQO) foram utilizados como parâmetros para se avaliar o grau e capacidade de autodepuração do ribeirão Lavapés, que atravessa a cidade de Botucatu – SP. Avaliou-se o perfil de poluição orgânica e identificadas as zonas de autodepuração, e pontualmente foi realizado uma coleta de 24 horas, de hora em hora, onde foi possível correlacionar a poluição orgânica com as atividades domésticas.

Materiais e Métodos

Equipamentos:

•  Estufa Incubadora BOD ou Câmara Incubadora BOD (20ºC)
• Sistema de refluxo para DQO
• Frascos para oxigênio dissolvido
Proveta de 1.000 ml com tampa
Termômetro Químico
• Frascos de BOD
• Garrafa de coleta
pHmetro de campo

Reagentes

Os reagentes para laboratório foram os pertinentes ao método utilizado e de grau analítico PA.

Métodos:

Os métodos utilizados foram os recomendados pelo Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater.8

Temperatura

A temperatura foi determinada através de um termômetro de mercúrio.

pH

O pH foi determinado com phmetro.

DBO

A DBO foi determinado pelo método da diluição em Estufa Incubadora BOD  ou Câmara Incubadora BOD    a 20oC – 5 dias.

DQO

A DQO foi deterninada pelo método da digestão com dicromato em meio ácido e titulação com sulfato ferroso amoniacal.

OD

O OD foi determinado por um aparelho medidor de oxigênio dissolvido.

Oxigênio consumido

O oxigênio consumido pelo determinado pelo método do permanganato de potássio.

Conclusão da Pesquisa:

O ribeirão Lavapés age como um “sistema de tratamento de esgoto da cidade”, e os prejuízos causado pela poluição é maior que este “benefício”; além disso, o ribeirão Lavapés contribui para o agravamento da qualidade da água da represa de Barra Bonita/rio Tietê, um recurso hídrico maior. Mesmo não despejando na represa um esgoto totalmente depurado, mas em condições de ser rapidamente depurado na mesma, devido a baixa carga de DBO, a represa recebe uma água com espécies químicas mais concentradas, contribuindo assim para o agravamento da qualidade de suas água. Considerando a alta carga orgânica que o ribeirão Lavapés recebe, a depuração é relativamente rápida devido a grande turbulência das águas e cachoeiras logo após sair da cidade, em função de um declive de cerca de 500 m, até a foz na represa de Barra Bonita (cerca de 21 km).

Participe do nosso blog, envie seu comentário, dúvida ou sugestão.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.
Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected])

Fonte http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-46701997000100005