Compartilhe esse conteúdo:

Os cogumelos, como já visto, apresentam um perfil nutricional interessante quanto às concentrações de minerais, devido à absorção de elementos inorgânicos presentes no ambiente onde crescem ou são cultivados.Atribui-se o baixo consumo de cogumelos no Brasil ao preço elevado, principalmente devido a cultivos de baixa produtividade, à crença popular quanto aos cogumelos serem venenosos e também aos hábitos alimentares. Informações a respeito da composição dos alimentos, como é o caso do teor de proteínas, lipídios e fibras, vêm se tornando muito importante para profissionais das áreas da saúde e de alimentos, sendo que o consumidor também tem buscado fontes naturais de vitaminas além do interesse por produtos de boaqualidade (FURLANI, 2004).

 

No presente estudo desenvolvido pela Fiocruz  foram determinadas as concentrações de vinte e cinco elementos (Al, As, Ba, Bi, Ca, Cd, Cr, Cu, Fe, Ga, K, Li, Mg, Mn, Mo, Na, Ni, Pb, Rb, Sb, Se, Sn, Sr, V e Zn) em três espécies comestíveis de cogumelos, Lentinula edodes (Shiitake), Pleurotus ostreatus (Shimeji) e Pleurotus eryngii (Cardoncello) coletadas no Cultivo Cogumelos Imperial.

Um grama de amostra foi seca em estufa de secagem , homogeneizado em um stomacher e pesado em cadinho de porcelana. Após a pré-digestão com adição ácido nítrico concentrado procedeu se à mineralização em forno mufla na temperatura de 450º C por 12 h. As cinzas foram solubilizadas com 2 mL de ácido nítrico 10 % (v/v) e o conteúdo transferido com água desionizada para frasco de polipropileno de 15 mL

Entre outros benefícios, são divulgadas ações antimicrobiana, antinflamatória, antioxidante, antimutagênica e antitumoral, a diminuição dos níveis de colesterol e até na melhora do quadro do mal de Alzheimer pelo estímulo do fator de crescimento dos nervos (PASCHOAL, 2001).

 

 

 

https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/8320