Compartilhe esse conteúdo:

 

A centrífuga de bancada é um equipamento normalmente utilizado em laboratórios de química, biologia e bioquímica. A centrífuga para laboratório é um equipamento com diversos tipos de adaptador para tubos, uma centrífuga pode centrifugar tubos de pequenos volumes até tubos maiores (1ml até 100ml). A escolha de uma centrífuga laboratorial vai depender da necessidade e técnica que o usuário vai utilizar. Leia mais em nossos post esclarecendo os diferentes tipos, clique aqui. A escolha de uma centrífuga para laboratório correta é determinante para o sucesso das análises.

Uma centrífuga sorológica exige limpeza e cuidados na manutenção para seu melhor funcionamento. Sempre use jaleco, luvas e óculos de segurança para a executar a limpeza. Espere o rotor parar completamente e em caso de quebra de vidros recolha os fragmentos da centrífuga para sangue com uma pinça, com um papel absorvente e detergente neutro, após retirar o excesso de sujidade utilize álcool 70%.

Quando ligamos a centrífuga de laboratório, os tubos de ensaio começam a girar e fazem com que a parte líquida da amostra seja separada da parte sólida. Em uma centrífuga de bancada podem ser colocados diversos tamanhos de rotores, que variam de acordo com a velocidade e aplicação necessária.

A centrífuga para laboratórios veterinários é leve e compacta e se adapta em qualquer ambiente laboratorial, já uma centrífuga refrigerada exige um espaço maior na bancada. Amostras sob refrigeração são necessárias quando se precisa preservar o estado da amostra.

 

 

Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR e cotações, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected]) que encontra-se à disposição.

Participe do nosso Blog, aceitamos sugestões de temas, comentários, críticas. Envie seu comentário.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.