Compartilhe esse conteúdo:

Já explicamos em nosso blog, o porquê é interessante conhecer aspectos sobre uma centrifuga de laboratório. Mas e na hora de escolher um modelo – quais fatores devem ser levados em consideração?

Hoje nosso post traz algumas dicas em relação a cinco características que podem lhe ajudar no momento de seleção do equipamento para laboratório  ideal para a sua aplicação, denominado centrífuga para laboratório

 Material anti-corrosivo: Fibra de Carbono é um material leve e duradouro, o que proporciona maior tempo de uso se comparado aos componentes de Alumínio ou metais. Vale à pena investir nisto.

 Conformação compacta: O que permite posicioná-la em qualquer superfície de seu laboratório, economizando espaço em sua bancada.

 Refrigeração: Para amostras que exigem temperaturas constantes, a sua centrífuga refrigerada  deve ser apta a trabalhar sob velocidade máxima em condições que permita manter a temperatura inalterada durante a centrifugação.

– Versatilidade com o rotor: Se você realiza diversas tarefas envolvendo este equipamento de laboratório, escolha um modelo que permita acomodar diversos adaptadores. Selecione algum na qual não exija o uso de ferramentas para a troca e não provoque muito barulho durante o uso.

– Amplitude na capacidade: Adquira um modelo que possibilite a troca de rotores – para trabalhar com diferentes volumes de tubos – além dos adaptadores mencionados no tópico anterior. Desta forma, não há necessidade em adquirir uma nova centrífuga apenas porque irá realizar novos testes.

 

Saiba mais sobre o  processo de separação por centrifugação:

Muitas vezes a centrifugação é mais efetiva na remoção de impurezas sólidas do que as técnicas convencionais de filtração. É utilizada na separação de misturas sólido-líquidas ou de dois líquidos imiscíveis; baseando-se no princípio de que o sólido ou líquido de maior densidade irá para o fundo do recipiente, de maneira rápida e eficiente. Com esse processo partículas muito pequenas que poderiam passar pelos filtros tradicionais são removidas. Na centrifugação, deve-se tomar alguns cuidados:
a) Utilizar óculos de proteção;
b) Colocar os tubos aos pares na centrifuga e sempre em sentido oposto um ao outro, a fim de
balancear o peso sobre o eixo central;
c) Se ao ligar a centrífuga para laboratório  ocorrerem vibrações, desligá-la e revisar  todos os seus passos.

 

Conheça nossas sessões de centrifuga para laboratório no site SPLABOR, clicando nas categorias abaixo:

– Centrífuga de Bancada para Laboratório;

– Centrífuga Refrigerada para Laboratório;

– Centrífuga para Microhematócrito para Laboratório;

– Centrífuga para Butirômetros;

Para ter conhecimento sobre todos os POST sobre Centrífuga clique AQUI

Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR e cotações, entre em contato com o Departamento de Vendas ([email protected]) que encontra-se à disposição.

Participe do nosso Blog, aceitamos sugestões de temas, comentários, críticas. Envie seu comentário.

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.

 

Fonte: https://www.univates.br/editora-univates/media/publicacoes/74/pdf_74.pdf