Compartilhe esse conteúdo:

Partindo do princípio onde toda vez que se faz um investimento considerável em um equipamento para laboratório, o intuito do usuário final é obter o melhor benefício possível, nossa equipe, dessa vez, relata algumas dicas de como aproveitar ao máximo o equipamento Bomba Peristáltica, enriquecendo ainda mais este assunto – como diversos outros posts na categoria “Bombas Peristálticas” já publicados no blog.

A SPLABOR possui diversos modelos de  “Bombas Peristálticas” ao longo de sua linha.

Para você que anseia em conhecê-las, segue abaixo:

 

1 – Para maximizar o tempo de via útil de sua mangueira:

            – Utilize mangueiras para bomba peristáltica  com diâmetros maiores em velocidades mais lentas;

            – Selecione um material com tempo de vida maior;

            – Reduza a pressão no sistema;

            – Pare a bomba periodicamente, e mova a mangueira de 20 a 25 cm para frente.

2 – Para bombear fluidos (líquidos) viscosos:

            – Escolha a mangueira para bomba peristáltica com pelo menos um tamanho maior do que a taxa de fluxo requerida;

            – Mantenha a velocidade do drive abaixo de 300 rpm; quanto mais lento a velocidade do motor, melhor o fluxo dispensado

3 – Para bombear fluidos (líquidos) abrasivos:

            – Mantenha o tamanho das partículas macias < 25% do diâmetro interno da mangueira;

            – Mantenha o tamanho das partículas duras < 5% do diâmetro interno da mangueira;

            – Mantenha a velocidade do drive abaixo de 300 rpm.

4 – Para reduzir a pulsação:

            – Utilize um amortecedor de pulsação;

            – Utilize uma bomba peristáltica com oclusão ajustável: reduza a oclusão e aplique uma contra-pressão;

            – Utilize duas cabeças (empilhadas) com rolos “offset” e unifique os canais;

            – Utilize mangueiras para bomba peristáltica com diâmetros menores em altas velocidades;

            – Utilize uma cabeça que possua maior número de rolos.

5 – Para conferir a compatibilidade química da mangueira:

            – Utilize a tabela de compatibilidade fornecida pela Masterflex

            – Solicite o kit de teste de mangueiras (pequenos fragmentos de diversas formulações de tubos);

            – Realize testes previamente com a formulação desejada para que não ocorram riscos no momento do procedimento (bombeamento).

Qualquer dúvida técnica sobre os equipamentos contidos no portfólio SPLABOR, entre em contato com o Departamento de Assessoria Científica ([email protected]).

Para cotações, o Departamento de Vendas ([email protected]) encontra-se à disposição.

Participe do nosso Blog, aceitamos sugestões de temas, comentários, críticas. Envie seu comentário

AVISO DE DIREITOS AUTORAIS: Todo o material deste blog, sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso.